Muito Além do Sorriso – Por que cursar Odontologia?

22 de abril de 2019

Um dos momentos mais importantes na vida de uma pessoa pode ser a escolha da carreira. E, como essa decisão normalmente é tomada quando ainda se é muito novo,  o melhor a fazer é obter o máximo possível de informação sobre o curso que se pretende estudar.

O profissional de Odontologia é responsável por diagnosticar e/ou tratar doenças relacionadas à cavidade bucal (boca, dentes, gengiva, mordida, ossos, musculatura mastigatória ), atuando também em problemas relacionados à face e ao pescoço.

 

odontologia vestibular dentista

 

Mas, afinal, o que esperar da carreira odontológica e  o que esperar do curso?

Antes de mais nada, separamos abaixo 5 motivos que podem levar você a cursar Odontologia:

  1. As faculdades de odontologia no Brasil possuem grande prestígio lá fora, sendo consideradas das melhores do mundo;
  2. Se o profissional optar por trabalhar no serviço público, é capaz de se juntar ao projeto Brasil Sorridente, responsável por oferecer um tratamento bucal básico a todos os cidadãos em situações precárias;
  3. É a segunda carreira mais rentável do Brasil, perdendo apenas para medicina;
  4. Há mais de 20 áreas onde o profissional pode atuar;
  5. É uma profissão muito gratificante, onde é possível melhorar a autoestima dos pacientes!

 

Por que a odontologia é crucial para a saúde?

Muitas pessoas costumam pensar que a saúde bucal serve somente para refletir uma boa estética, como um belo sorriso, dentes brancos e alinhados, ou que ela evita possíveis dores de dente, etc.

Mas, além disso, a odontologia serve também para prevenir doenças sérias, como as cardíacas.

De acordo com a associação cardíaca dos Estados Unidos, a American Heart Association, pessoas com problemas gengivais e periodontais apresentam mais chances de desenvolver doenças cardíacas. Uma delas é a Endocardite Infecciosa, muito comum e com alta taxa de mortalidade.

Ela acontece quando há uma infecção na parede interna do coração, ou em suas válvulas. Uma das causas é a falta de atenção à saúde bucal.

As doenças cardíacas estão conectadas com a saúde bucal porque, a partir da boca, os germes, bactérias e afins são transportados para a corrente sanguínea. Quem possui muitas cáries também corre risco, afinal, no tratamento das mesmas, as bactérias entram mais facilmente em contato com a corrente sanguínea.

Sendo assim, um bom profissional de odontologia deve ter plena consciência de que a saúde bucal é crucial para a saúde do corpo como um todo e que uma boa higiene bucal é uma forma excelente de prevenir doenças, assim como exames regulares.

Como é o perfil do profissional de odontologia?

Antes mesmo de entrar na faculdade, é conveniente que o aluno tenha dedicação, foco, estabilidade emocional e segurança de si mesmo, pois o vestibular demanda todas essas características. É importante compreender que se trata de curso da área da saúde, e que, como futuro profissional, será preciso manter sempre o foco na saúde do pacientes.

O profissional de Odontologia deve buscar ser excelente no que se propõe a fazer. Ética, determinação, e bom relacionamento com o público – qualidades que não podem faltar nesse profissional!

Ele precisa também saber fazer escolhas – a começar pela área de atuação, que pode ser uma dentre várias possibilidades. Afinal, são várias:

 

odontologia vestibular dentista

 

  1. Radiologia: faz o diagnóstico através de raios X, tomografias e prototipagem 3D;
  2. Ortodontia: corrige a posição de dentes e mordidas através de aparelhos dentários;
  3. Traumatologia: faz cirurgias, implantes e transplantes, e também diagnostica lesões e traumatismos na boca, face, mandíbula, maxilar e gengiva);
  4. Odontologia legal: faz perícia e identificação de pessoas;
  5. Odontopediatria: trata os problemas bucais das crianças;
  6. Odontogeriatria: trata os problemas bucais dos idosos;
  7. Dentística restauradora: tem o objetivo de clarear e corrigir os dentes, para obter uma melhor estética dentária;
  8. Acupuntura odontológica: através de agulhas, esse profissional pode tratar dores faciais;
  9. Estomatologia: faz o diagnóstico e trata problemas bucais;
  10. Clínica geral: extrai dentes e implanta próteses, não se limitando a apenas isso.

 

Áreas como homeopatia e acupuntura também estão crescendo bastante, desde 2015, quando o Conselho Regional de Odontologia as reconheceu oficialmente.

O mercado de trabalho

Segundo o Conselho Federal de Odontologia, no Brasil há 291 mil dentistas. Mais da metade dessa quantidade está localizada na região Sudeste.

As opções para atuação são setor público e consultório próprio. No primeiro, o profissional pode trabalhar em programas do Sistema Único de Saúde (SUS), o que é muito interessante porque leva o tratamento básico da saúde bucal para todas as pessoas. Agora, se o profissional deseja ser autônomo e abrir seu próprio consultório, é possível, mas os custos são altos e a competitividade também.

É possível, ainda, seguir a linha de pesquisador, que é uma área em crescimento.

O salário médio do dentista é de R$3.400. Pode variar se ele possui um consultório próprio, se trabalha para o estado, ou em pesquisas.

 

dentista atendimento odontologia vestibular bucal

 

 

Dentistas em hospitais?

Sim! O profissional que sonha trabalhar em hospitais, além dos consultórios odontológicos, pode vir a acompanhar pacientes em procedimentos cotidianos, ou até mesmo realizar cirurgias, como a bucomaxilofacial (que corrige traumatismos e deformidades faciais).

 

O curso de Odontologia da FASE

A FASE (Faculdade Arthur de Sá  Earp Neto) tem sua proposta pedagógica baseada no entendimento de que a saúde bucal é parte integrante e fundamental da atenção integral à saúde.

Ela também alia a tradição de uma instituição que existe há 50 anos com a modernidade de uma estrutura física de altíssimo padrão e metodologias de ensino de vanguarda

Com duração de 5 anos (aproximadamente 9 períodos), o curso, nos primeiros anos, vai oferecer matérias básicas do meio da saúde, como anatomia, histologia, bioquímica, fisiologia, etc.

Já nos outros períodos, os alunos terão matérias de odontopediatria, materiais dentários, implantodontia, cirurgia e traumatologia bucomaxilofaciais, medidas ortodônticas preventivas, radiologia, ou seja: matérias mais práticas para habilitar os estudantes.

A FASE possui, desde 1998, serviço ambulatorial próprio, credenciado ao Sistema Único de Saúde – SUS. Atualmente, há cerca de 61.340 usuários cadastrados. Além das atividades assistenciais, projetos de pesquisa e extensão também são desenvolvidos no ambulatório. Dessa maneira, os estudantes de odontologia aplicam o que aprendem e começam a tratar pacientes.

A carreira odontológica é certamente muito promissora. E, se é esse o seu sonho, e se você se identifica com o curso, vá em frente! Além de proporcionar uma melhor qualidade de vida para as pessoas, você também pode ser responsável por devolver a autoestima de seus pacientes – e isso é inestimável.

 

Ficou com alguma dúvida sobre o nosso curso de Odontologia? Saiba mais através do nosso site!

Receba notícias & boletins do blog FMPFASE